Pages

VOCALISTA DO FIVE FINGER DEATH PUNCH NEGA SAÍDA DA BANDA

Esclarecendo todo o mal entendido criado após entrevista pra rádio 106.7 KBPI, o vocalista Ivan Moody voltou atrás e afirmou que não está deixando o Five Finger Death Punch, porém confirmou que está trabalhando em um projeto paralelo chamado Villian, que vai contar com Steele Medina (Gemini Syndrome) e Meegs (Coal Chamber). Leia a declaração traduzida na íntegra:

“Não é segredo que meus companheiros e eu passamos por um ano difícil. Quando se dá tudo de si na música, fora e dentro do palco, é uma frustração não poder mostrar o que você cria. Sei que os fãs compartilham do mesmo sentimento. Eles significam tudo para nós”.
“É verdade que o Five Finger Death Punch chegou a uma encruzilhada. Chegamos a um ponto em que não deixaremos mais alguém ou algo nos impedir de fazer música para os fãs”.

“O processo judicial da Prospect Park, tornando nosso novo disco refém, tirou muito da minha energia. Estava em uma clínica de reabilitação quando decidiram nos acionar, ano passado. Foi difícil ter que lidar com tudo de uma vez”.

“Ontem, fiz um pronunciamento que foi tirado de contexto pela mídia – uma mídia que sempre procura criar manchetes para atrair cliques. A verdade é que desejo iniciar um projeto paralelo, como Corey Tyalor possui com o Stone Sour ou Maynard no A Perfect Circle. Só o farei quando acabarmos nosso contrato com a Prospect e sairmos desse litígio”.

“ISSO NÃO SIGNIFICA QUE PLANEJO SAIR DO FIVE FINGER DEATH PUNCH”.

“A vantagem de ser um músico atualmente é poder explorar a criatividade em múltiplos caminhos sem comprometer o foco principal. Aprendi vendo pessoas como Corey e Maynard. Acredito que os fãs deles ficam felizes quando lançam mais músicas. Espero que os meus também se sintam assim”.

“Dito isso, os fãs do Five Finger Death Punch podem esperar um novo álbum via Prospect Park e turnê pelo resto do ano. Estamos partindo para América do Sul e Europa. Em breve, anunciaremos novas datas”.

“Todos na banda trabalharam muito pelos últimos dez anos para construir essa banda. Nenhum desistirá pelo fato de a gravadora tentar nos sabotar. Peço desculpas se a mídia interpretou minha fala como uma renúncia. Asseguro que não era a intenção”.
Fonte do comunicado: Site oficial da banda
Tradução: João Renato Alves - vandohalen.com.br