Pages

PONTO NULO NO CÉU ANUNCIA CAMPANHA PRA LANÇAR NOVO ÁLBUM


Facebook.com/Pontonulonoceu
Texto publicado pela banda: Nasce, no início de 2007, a Ponto Nulo no Céu, vinda do interior de Santa Catarina. Lançando o primeiro EP, Ciclo Interminável, em 2008, logo despontam no cenário independente nacional. Conquistando pouco a pouco seu espaço a cada apresentação visceral, o circuito nacional foi se abrindo e surgindo mais shows. Em 2011 lançaram o álbum Brilho Cego, consolidando a força de sua identidade carregada de mensagens reflexivas. Este álbum, por sua vez, mostra um lado mais técnico e evolutivo, contendo faixas que se tornaram hinos entoados em todos os shows, dali em diante. Sempre com muita intensidade e com a entrega total à arte concebida, riscaram boa parte do Brasil carregando suas bandeiras.

A Ponto Nulo sempre traz consigo influências diversificadas, que não se restringem ao mundo musical. Unem-se neste universo: a profundidade de suas vivências pessoais, histórias reais cotidianas, literatura, e  qualquer expressão artística sincera. Vão de Clube da Esquina a Deftones; de George Orwell a Terence Mckenna, uma verdadeira mistura concisa e inovadora. A postura, naturalmente adotada, talvez seja o que destaca a PNNC. Tudo relacionado à banda tem profundidade. As palavras "paz" e "união" são imperativos nos shows e composições.  A banda também é precursora de um movimento chamado União Underground, cujo intuito é unir forças no trabalho de desenvolvimento coletivo através da arte.

No final do ano de 2012, entram em hiato, em consequência da busca de projetos pessoais dos antigos integrantes. Passados dois anos, os ventos sopraram a favor e a Ponto Nulo No Céu retorna aos palcos. Com a reformulação dos integrantes, no final de 2014, lançam o single Fluxo Natural, que marca o novo ciclo iniciado, e, posteriormente, Nous Sommes La Résistance, ambos com produção de Adair Daufembach - produtor desde o primeiro álbum. Os responsáveis por esta nova atmosfera são: Lucas Taboada, na bateria; Fau, no baixo; Felipe Taboada, nas guitarras; e Dijjy nos vocais (único remanescente da formação original). O som tem novas influências e, de certa forma, remete às raízes da banda, todavia com um notável amadurecimento na maneira de fazer música.

Através do constante e árduo trabalho, o reconhecimento aparece já com apenas dois meses de volta, quando são agraciados no Prêmio da Música Catarinense de 2014, nas categorias de Melhor Videoclipe e Melhor Banda - único artista do estado a receber duas premiações numa mesma edição. Para consagrar a nova fase, um novo álbum está sendo produzido e esta biografia pode será completada com a contribuição deste movimento coletivo. União!

Participar é muito, muito fácil. São dois passos:
Escolha o valor da sua contribuição e sua recompensa ao lado Escolha a forma de pagamento, boleto ou cartão de crédito (parcele em até 6x com parcela mínima de R$ 25).

Kickante é um site seguro e é um dos maiores sites de crowdfunding do mundo arrecadando fundos para causas nobres no Brasil afora e tirando muito projeto sensacional do papel.